feriado social

A festa de um casamento turco

Depois que o peso da  vergonha que passei no meu 1º casamento turco passou, chegou a hora de dançar na festa da um casamento turco.

Não tem como fugir

E enquanto caminhávamos discretamente em direção à mesa eis que um braço se estica, segura o meu e me puxa pra pista de dança. Eu estava redondamente enganada se achava que ia fugir da festa de um casamento turco. Era hora de aprender a dança turca. Em um piscar de olhos lá estava eu no meio da pista de dança, rindo desesperadamente, tentando imitar os passos das outras pessoas.

Só tocou música turca, a noite inteira. Achei super legal. Nada de Lady Gaga, David Guetta, Beyoncé nem nada disso. Música turca na veia a noite toda.

casamento-na-turquia

A dança turca

Primeiro fizeram uma grande roda e jogaram a gente lá dentro. Rindo e morrendo de vergonha fomos imitando o que eles faziam ao redor da roda. Ombrinho pra cima, ombrinho pra baixo, chuta pra um lado, chuta pro outro. Mãozinha pra cima trocando a lâmpada de um lado, depois troca a lâmpada do outro lado.

Na minha cabeça eu estava arrasando. Não sei até que ponto minha percepção era verdadeira.

casamento-na-turquia

Depois todo mundo faz uma roda sem final, em estilo espiral. Se segura pelos dedinhos mindinhos, chuta pra um lado, chuta pra outro, pula pro lado, chuta pra um lado, chuta pra outro, pula pro lado e assim vai até seu dedinho mindinho cansar de ser puxado pra lá e pra cá. E olha que cansa mesmo, a coisa dói.

casamento-na-turquia

casamento-na-turquia

Poucas vezes me diverti tanto dançando em casamento. Ria que a barriga e o maxilar doíam. Foi super divertido!!! E agora, um mês depois, só de lembrar me dá uma sensação boa no coração de ter tido a experiência de ter estado em um casamento turco.

Eu fiz um micro vídeo brega pra vocês terem uma ideia de como foi a coisa.

2330 Visualizações

Shortlink para este artigo:

Dany Colares

Jornalista, produtora de vídeo e mestra em TV e Cinema pela Universidad San Pablo CEU, de Madri. Já morou em San Diego, Madri e agora vive em Londres, de onde escreve sobre lugares, pessoas, baladas e tudo mais que descobre em suas viagens pelo mundo.

COMENTÁRIOS

  1. Muito bom…A festa é a verdadeira celebração do casamento que vai ser guardada para o resto da vida dos noivos…Parabéns pela matéria …Amamos bjs
    Santa Lembrancinha – Chinelos Personalizados postou recentemente sobre Buquês alternativos conquistam noivas românticas e modernasMy Profile

Gostou do post? Me diz o que pensa!





CommentLuv badge

* Campos de preenchimento obrigatório